Início / REAVIVADOS POR SUA PALAVRA - PRIMEIRO DEUS / Reavivados por sua Palavra ARS: Dia 01/03/2019 – Meditando em Números 23

Reavivados por sua Palavra ARS: Dia 01/03/2019 – Meditando em Números 23

image_pdfFazer Downloadimage_printImprimir

 



  •  MANIPULAÇÃO ANTIGA:  Balaão orienta o sacrifício de animais que eram utilizados no tabernáculo, em sete altares e segundo um rito de holocausto, o mais sagrado entre os israelitas. O rei moabita ainda procura os lugares mais favoráveis (Nm 23:13, 27). Entre os povos antigos, os rituais tinham uma função mágica, com o intuito de manipular os deuses, em troca de favores. Balaão praticou “agouros” (nehashim), da mesma palavra para “serpente”, nahash (Nm 24:1; Gn 3:1). “Balaão tinha algum conhecimento das ofertas sacrificais dos hebreus e esperava que, sobrepujando-os em custosas dádivas, pudesse conseguir a bênção de Deus, bem como a realização de seus projetos pecaminosos” (Patriarcas e Profetas, p. 444).

 

  • QUATRO DISCURSOS: Realizados os sacrifícios, Balaão fez quatro discursos positivos sobre Israel em Números 23 e 24, introduzidos pela frase: “Então proferiu a sua parábola” (ACF) ou “poema” (BJ) (Nm 23:7, 18; 24:3, 15). O termo em questão é mashal, que tem os sentidos de “provérbio” e “adágio”. A fala poética e de sabedoria de Balaão responde às pretensões de Balaque. Apesar de ter sacrificado animais para prejudicar os israelitas, foi levado por Deus a dizer que eles eram fortes como um boi selvagem e temíveis como um leão destruidor (Nm 23:22, 24).

 

MEDITANDO EM NÚMEROS 23

1 – Em sua fala poética, Balaão afirma: “Como posso amaldiçoar a quem Deus não amaldiçoou? / Como posso denunciar a quem o Senhor não denunciou?” (Nm 23:8). Embora sejamos acusados constantemente pelo inimigo (Ap 12:10), como podemos ter certeza de que Deus nunca nos abandonará? (Rm 8:38, 39)
____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

2 – Os povos antigos faziam rituais e sacrifícios para manipular os deuses. Isso é muito diferente hoje, mesmo entre os cristãos? (2Pe 2:2, 3)
____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

3 – “Não viu iniquidade em Jacó, nem contemplou desventura em Israel; o Senhor, seu Deus, está com ele” (Nm 23:21). Como é possível Deus não ver iniquidade em nós? Analise o exemplo de Davi (2Sm 12:13; 1Rs 14:8).
____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

4 –  “Deus os tirou do Egito; as forças deles são como as do boi selvagem. […] Eis que o povo se levanta como leoa e se ergue como leão” (Nm 23:22, 24). Israel tinha força, mas qual era o segredo? Qual é o segredo de nossa força espiritual? (Dt 20:4; 1Co 6:13; Fp 4:13)
______________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

 

“Deus não abandonou Seu povo, e nossa força consiste em não abandoná-lo”

(Beneficência Social, pág: 136).



sobre Baixoguandu

O Portal Adventista de Baixo Guandu/ES, no dia 18 de Setembro 2014 foi criado com o objetivo de abranger todos os conteúdos da IASD. Informações a todos as programações, materiais e outros conteúdos; Dando-lhe a oportunidade a todos terem acesso pela via online através da internet. Direção: Thiago A. de Oliveira - Baixo Guandu/ES.

Além disso, verifique

Noticias Adventistas: ADRA continua a fornecer assistência em Moçambique, Malawi e Zimbábue – 25/03/2019

Fazer DownloadImprimir  Tão rapidamente quanto veio, o Ciclone Idai passou por Moçambique, Malawi e Zimbábue …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

×

Portal Adventista de Baixo Guandu/ES

Seja Bem-Vindo (a), conheça os conteúdos da Igreja Adventista do Sétimo Dia.

× Fale Conosco!!