Reavivados por sua Palavra ARS: Dia 14/03/2019 – Meditando em Números 36

 



AS FILHAS DE ZELOFEADE: O livro de Números termina com um retorno ao episódio das filhas de Zelofeade. A lei da posse da terra para herdeiras mulheres é mais uma vez alterada. Isso chama a atenção não tanto pela causa em si, mas pelas edições feitas em uma lei ditada por Deus e anunciada por Moisés. Mais uma vez, Moisés e o próprio Senhor acatam sugestões feitas pela congregação de Israel, e isso é surpreendente. Sem dúvida, “a lei do Senhor é perfeita” (Sl 19:7), mas, quanto a esse detalhe, foi passível de revisão e aprimoramento. O caso revela uma faceta impressionante da Divindade: embora o Senhor seja Onisciente, Ele nos ouve. A sugestão humana não diminui o poder absoluto de Deus, mas o Deus absoluto ouvir seres pequenos e finitos é algo que impressiona. A revisão da lei, anunciada por Moisés, estabeleceu que as mulheres sem pai e herdeiras de possessões deveriam casar com membros da mesma tribo. O parecer agradou a todos, e as filhas de Zelofeade cumpriram o que foi estabelecido (Nm 35:11).

MEDITANDO EM NÚMEROS 36

 1 – Anciãos pediram a Moisés que revisasse novamente o caso das filhas de Zelofeade. O diálogo e a consulta a Deus produziram ótimos resultados. Que lições esse exemplo oferece para a condução da vida em família, no trabalho e na igreja?
____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

2 – A Bíblia afirma que Deus não muda, especialmente naquilo que diz (Ml 3:6). Contudo, Ele ouviu Moisés e agiu conforme a palavra dele (Êx 32:10, 11, 14). Isso diminui Deus ou revela algo mais sobre Ele?
____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

3 – Em um primeiro momento, as filhas de Zelofeade fizeram um pedido a Moisés. Em um segundo momento, elas obedeceram à decisão tomada. Por que a obediência – seja ela agradável ou não – é um valor fundamental?
____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

4 – Os anciãos se preocuparam com a preservação da identidade da tribo e suas posses entre os filhos de Israel. Qual é sua identidade, a que “tribo”ou povo você pertence, espiritualmente?
______________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

“Deus deu a cada um de nós uma identidade particular, nossa própria, que não se pode dissolver na de outro; mas nossas características individuais serão muito menos preeminentes se na verdade pertencemos a Cristo e Sua vontade for a nossa. Nossa vida deve ser consagrada ao bem e à felicidade dos outros, como foi a de nosso Salvador”

(Mente, Caráter e Personalidade, v. 1, p. 85).