Reavivados por sua Palavra ARS: Dia 21/03/2019 – Meditando em Deuteronômio 07

 



  • ANÁTEMA: Os israelitas foram proibidos de ter qualquer contato com os povos de Canaã e seus rituais abomináveis. Não poderiam casar com eles e deveriam banir seus objetos religiosos. Foram incumbidos de executar um juízo divino de anátema, banimento (ḥerem) sobre eles, que por séculos haviam se degenerado, praticando crimes hediondos como queimar crianças aos deuses (Dt 18:9-14). A ordem “totalmente as destruirás” (Dt 7:2) pode ser lida de forma literal como “anatematizar, anatematizarás” (haharem taharim), que significa primeiramente considerar tais coisas como proibidas, condenadas e, consequentemente, devotadas à destruição. Caso os israelitas não cumprissem essa ordem, seus filhos seriam envolvidos em práticas abomináveis (Dt 7:4), como atesta o livro de Juízes (Jz 3:5, 6, 8).

 

  • POVO SANTO: A base para a distinção de Israel estava na eleição divina para a missão de abençoar o mundo (Gn 12:3; Dt 14:2; 26:18; Rm 11:1, 7). Deus os havia amado, sem qualquer mérito da parte dos israelitas (v. 8). Por Seu amor, Deus os libertou da escravidão e os tornou um “povo entesourado” (‘am segullah), “santo” (qadosh), escolhido dentre os outros e devotado a Deus e a Seu serviço (Dt 7:6, 11).

MEDITANDO EM DEUTERONÔMIO 7

1 – Deus tem um povo atualmente? Onde ele está? (Ap 14:12; 18:4)
____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

2 – Existem coisas que deveriam ser condenadas? Se a Bíblia fosse escrita hoje, que coisas Deus condenaria? (Cl 3:5, 6)
____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

3 – A eleição divina não é para criar um “clube dos salvos”, mas para levar salvação ao mundo. Como eleito de Deus, o quanto você tem experimentado desse ideal em sua vida?
____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

4 – Ao guardar os mandamentos, os israelitas seriam guardados (Dt 7:12). Por que a obediência a Deus é tão benéfica para nós mesmos?
______________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

“Poderão os homens incitar quanta combatividade queiram, mas os mandamentos de Deus ainda são os mandamentos de Deus. Decidimo-nos a guardar os mandamentos de Deus e viver, e [preservar] Sua lei como a menina de nossos olhos. Escarneçam os homens da lei de Deus e espezinhem o povo que observa os Seus mandamentos. Poderão fazê-lo e viver? Isso é impossível. Deus tem a Sua medida do caráter, e todo que obedece Àquele que vive, e guarda a Sua lei como a menina de seus olhos, é este que Ele preserva”.

(Evangelismo, p. 244).