A pedagogia da Escola Sabatina

Princípios fundamentais que podem te auxiliar em seu desenvolvimento como professor e no relacionamento com Deus. Trimestralmente, guia de estudos amplia compreensão de questões específicas do texto bíblico e potencializa aprendizado.

A Lição da Escola Sabatina é um dos meios de estudo da Palavra de Deus mais significativos à disposição. A estrutura que esse guia diário apresenta possibilita amplas condições de aprender mais sobre Deus a partir de textos importantes da Bíblia e respondendo questões criativas que levam a sistematizar o que se pensa.

Apesar de promover uma organização natural de estudo, a cada sábado, seja através de apresentações gerais ou em classes, há um momento de revisão do que foi aprendido durante a semana. Sendo o professor o centro de funcionamento de uma classe, quais devem ser seus cuidados semanais no que diz respeito ao ensino? Escolho indicar três deles:

  1. Guardião do tema da semana. Todos nós gostamos de alguns temas bíblicos e achamos que eles devem, de um jeito ou de outro, ser mencionados nas nossas revisões semanais, mesmo que não tenham relação com o que está proposto na Lição. Por exemplo: você gosta do tema do sábado? Sim? Eu também! Mas ele não aparece no estudo em questão? Então não leve sua classe a pensar sobre ele na revisão daquela semana. Aproveite as oportunidades corretas para tratar de cada assunto.
  2. Protagonista do seu espaço. Muitas vezes, com boas intenções, se “terceiriza” a responsabilidade de professores para outras pessoas, pedindo que façam a recapitulação da semana na classe. Essa postura é adotada com o propósito de incluí-los no processo, de valorizar os diferentes dons da classe. Porém, mesmo com uma boa intenção, essa iniciativa pode ser um erro.O problema não está em utilizar os dons de outras pessoas, mas sim em como utilizá-los. Às vezes são preparadas até escalas de “passadores de Lição”. Muitos estão em classes específicas devido ao professor que lá se encontra. A fidelização dessas pessoas, na maioria das vezes, se deve a isso. É pelo olhar do professor que uma classe funciona. Se você não quer perder o controle da sua, seja o responsável por tudo o que acontece nela. Se você tem quatro sábados num mês, conduza a recapitulação em pelo menos em três deles.
  3. Revisor. Ao recapitular a Lição em sua classe, o professor está apresentando uma revisão. Um bom revisor/professor considera: o respeito ao texto bíblico e a definição de pelo menos três tópicos principais dos estudos da semana, contados de forma interativa. Ou seja: evita-se “passar” a Lição dia a dia. Isso não funciona!Portanto, compreenda o que ela propõe para aquela semana de estudos indicando seus temas gerais, e não os títulos. E, por último, um bom revisor é cuidadoso com o tempo! Sempre tenha certeza do tempo que você terá para trabalhar e faça uma previsão do que cabe nele. Não exagere e também não deixe sua classe sem o alimento. E, claro, por favor, nunca use essa frase: “Nossa! Infelizmente o tempo é curto e chegamos só até terça-feira!” Seja reativo a qualquer possibilidade que dê a chance de você não concluir, de fato, sua recapitulação. Faça resumos e esquemas para não se perder na hora.

A conclusão da Lição da Escola Sabatina é feita pelo professor, na igreja. Por isso, dedique atenção para ser um potencializador do ensino. Com isso, muitas pessoas serão estimuladas a continuar estudando, ou não, pela forma como você ensina.

Ensino constante

Um professor de carreira, que trabalha em uma escola ou universidade, sempre volta para casa com tarefas. Muitas vezes, é lá que ele organiza suas aulas, corrige avaliações e prepara materiais diferentes para apresentar aos alunos. Na verdade, se responsabilizar por tarefas, além do ensino, está no “DNA” de qualquer bom professor. E o que dizer daqueles que estão à frente de uma classe de Escola Sabatina? Quais são suas tarefas durante os sete dias da semana?

  1. Professor-pastor: os contatos do professor não devem ser apenas no sábado, e sim ao longo da semana. São contatos intencionais, planejados e personalizados, que buscam compreender as lutas dos seus alunos e sendo um agente pacificador.
  2. Professor-missionário: é aquele professor que tem o que contar no sábado, além do ensino e revisão da semana. O bom professor sempre tem um testemunho guardado, vivenciado durante a semana e que pode servir de estímulo ao desenvolvimento espiritual da classe.
  3. Professor-intercessor: a intercessão verdadeira acontece quando se leva a Deus orações que contém motivos de dores reais das pessoas. O professor ora pelos motivos de seus alunos como se os problemas fossem seus, na mesma intensidade e regularidade.
  4. Professor-intérprete: nem todos os alunos caminham no mesmo ritmo. Por isso, faça planos de estudar a Lição com alguém da sua classe que está tendo dúvidas com os conceitos da Bíblia. Isso pode ser feito até mesmo por vídeo ou telefone. Às vezes, algumas pessoas não estudam a Lição da Escola Sabatina porque tem dificuldades para interpretar a Bíblia.
  5. Professor-gestor: durante a semana, enquanto o professor cuida de seu rebanho, ele também cuidadosamente se atenta sobre sua vida com Deus. Ter uma vida com propósitos diários de encontros com Ele é absolutamente prioritário.

Talvez você esteja se perguntando: “em que momento eu, professor, descanso?” A resposta é: o verdadeiro descanso de um professor está na contemplação de que todas as áreas da sua classe, além do ensino, estão avançando sob controle, num serviço ininterrupto, diário.

Como professor de Escola Sabatina, você quer descansar? Simples: trabalhe os sete dias da semana.


Josney Prado é pedagogo, pós-graduado em gestão escolar e educacional e mestrando em educação pela Pontifícia Universidade Católica (PUC) de Campinas, no interior paulista. Atualmente é coordenador pedagógico da União Central Brasileira, sede administrativa da Igreja Adventista para o Estado de São Paulo.

Facebook Comments Box

sobre Portal Adventista Baixo Guandu

"É um grande privilégio de elaboração do site PORTAL ADVENTISTA DE BAIXO GUANDU/ES, no dia 18 de Setembro 2014 para a divulgação aqui na cidade local, regional e em todos os Países. Nosso Objetivo é divulgarmos os programas, materiais entre outros que se realizam na Igreja Adventista do Sétimo Dia, em prol do Evangelho Eterno, assim diz o Senhor: “ Breve Jesus Cristo Voltará” Apocalipse 22:1-21. Portanto não será então em benefício próprio, sim a necessidade desse divulgação nessa cidade que todos se entregam sua vida a Jesus Cristo, nosso Salvador. Att: Thiago Amaral de Oliveira - Baixo Guandu/ES."

Além disso, verifique!

Escola Sabatina: Orientações para o Retorno das Unidades

Facebook Comments Box

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quatro × quatro =

×

Sejam Bem-Vindos!

Sejam Bem Vindos ao Nosso Portal Adventista de Baixo Guandu/ES. Estamos a Disposição 24 Horas.

× Fale Conosco 24 horas!