As crenças que nos fundamentam

Doutrinas foram definidas como os pilares de fé para os adventistas no início da denominação com base na Bíblia.

Saudações, amigos. No início deste novo ano, gostaria de convidá-los a se juntarem a mim em uma jornada emocionante de explorar o que a Bíblia tem a dizer sobre muitos tópicos importantes e relevantes para nós hoje.

Como vocês devem saber, nós, adventistas do sétimo dia, baseamos todas as nossas crenças na Bíblia, e somente na Bíblia. A Igreja Adventista do Sétimo Dia não tem, nem nunca teve, um credo estabelecido. Em vez disso, temos uma coleção de 28 crenças fundamentais que expressam o que acreditamos que a Bíblia ensina.

Ensinamentos bíblicos – um a um

Semana a semana, nos próximos meses, exploraremos cada um desses ensinamentos bíblicos um por um, aprendendo como eles enriquecem nossa caminhada com o Senhor. Hoje, entretanto, vamos dedicar alguns minutos para falar sobre como essas crenças se desenvolveram.

A Igreja Adventista do Sétimo Dia é um movimento que começou por meio do desdobramento providencial da profecia bíblica para preparar um povo para o segundo advento de Cristo. Em meados do século 19, Deus levantou um ex-pregador cético que se tornou relutante, chamado Guilherme Miller, para proclamar a mensagem do primeiro anjo de Apocalipse 14: “Temei a Deus e dai-lhe glória, pois é chegada a hora do seu juízo. . .” (verso. 7). Milhares aceitaram essa mensagem, acreditando que a vinda de Cristo era iminente. No entanto, nem todos aceitaram a mensagem, e sua rejeição pelas professas igrejas cristãs é descrita na mensagem do segundo anjo: “Caiu, caiu a grande Babilônia” (Ap. 14:8).

O Grande Desapontamento

Quando Jesus não veio como esperado em 22 de outubro de 1844, muitos deixaram o movimento adventista. No entanto, um pequeno grupo permaneceu, determinado a pesquisar as Escrituras para um melhor entendimento. Ao estudar em espírito de oração, eles viram que o ponto final da profecia dos 2300 dias de Daniel 8:14 não culminou na vinda de Cristo à Terra, mas, em vez disso, deu início a uma nova fase de Seu ministério no Santuário Celestial. À medida que continuavam seu estudo bíblico com oração e coração e mente abertos, outras verdades foram reveladas, como o significado completo das três mensagens angélicas de Apocalipse 14, incluindo a importância de guardar o santo sábado do sétimo dia de Deus. Outros ensinos bíblicos também ficaram claros, como a não imortalidade da alma e o estado dos mortos, a segunda vinda de Cristo e muito mais.

Principais doutrinas adventistas (1854)

Quase dez anos após o Grande Desapontamento, o pequeno remanescente havia crescido para quase mil crentes. E embora eles ainda não tivessem um nome oficial, possuíam um jornal oficial chamado The Advent Review and Sabbath Herald. Na primeira página da edição de 15 de agosto de 1854 foi impressa uma breve declaração listando cinco “Principais doutrinas ensinadas pela revista”. A lista incluía:

1. “A Bíblia, e somente a Bíblia, é a regra de fé e dever.”

2. “A Lei de Deus, conforme ensinada no Antigo e no Novo Testamento, é imutável.”

3. “O advento pessoal de Cristo e a ressurreição dos justos antes do milênio.”

4. “A Terra restaurada ao seu Éden de perfeição e glória, a herança final dos Santos.”

5. “Imortalidade só por meio de Cristo, a ser concedida aos santos na ressurreição.”

Em 1863, o grupo oficialmente se organizou e escolheu o nome “Adventista do Sétimo Dia”, refletindo duas crenças proeminentes: a importância do sábado do sétimo dia e o aguardo do segundo advento de Jesus Cristo.

A primeira declaração formal de crenças da Igreja foi publicada em 1872, intitulada: “Uma Declaração dos Princípios Fundamentais Ensinados e Praticados pelos Adventistas do Sétimo Dia”. Ela listou 25 pontos extraídos do estudo da Bíblia e começa com a declaração de que “desejamos que seja claramente entendido que não temos artigos de fé, credo ou disciplina além da Bíblia”, explicando que era “uma breve declaração do que é, e tem sido, com grande unanimidade, sustentado pelos [adventistas do sétimo dia].”

A declaração dos Princípios Fundamentais foi publicada novamente, desta vez no primeiro número da revista The Signs of the Times, em 4 de junho de 1874. Foi republicada em 1875 e, novamente, em 1889, com algumas notas de rodapé adicionadas.

A próxima declaração de nossas crenças veio 42 anos depois. Alguns dos pontos anteriores foram combinados, perfazendo um total de 22, e foram renomeados como “Crenças Fundamentais dos Adventistas do Sétimo Dia”. Estas foram publicadas no Anuário Adventista do Sétimo Dia de 1931 e no Manual da Igreja de 1932.

Com o passar dos anos, algumas mudanças estilísticas e pequenas revisões foram feitas, junto com outras revisões. Em 1980, as crenças fundamentais incluíam 27 pontos e foram adotadas na Sessão da Conferência Geral de 1980, realizada em Dallas, no Texas.

28 Crenças Fundamentais dos Adventistas do Sétimo Dia

Essas crenças fundamentais são dinâmicas e, à medida que a Igreja é conduzida pelo Espírito Santo a um entendimento mais completo da verdade bíblica, ela pode aumentar sua lista de crenças. No ano de 2005, sentindo que uma nova crença fundamental era necessária, os delegados da Sessão da Conferência Geral realizada em St. Louis, Missouri, naquele ano, votaram a declaração “Crescimento em Cristo”, que foi adicionada às Crenças Fundamentais, elevando o total a 28. Embora ainda tenhamos 28 Crenças Fundamentais, a forma atual é o resultado de revisões de redação feitas na Sessão do Conferência Geral de 2015, realizada em San Antonio, Texas.

Louvo a Deus por como o Senhor conduziu este movimento, passo a passo, a uma compreensão mais completa de quem Ele é, quem somos e quais são os Seus planos maravilhosos para nós, conforme revelados nas Sagradas Escrituras. E estou ansioso para me encontrar com vocês novamente na próxima semana, para mergulhamos mais profundamente na Palavra viva de Deus.

Permita-me orar com vocês, pedido a condução divina em tudo o que buscamos e entendemos. Pai nosso que estás nos céus, Te agradecemos pela Palavra de Deus, obrigado por nos dares, como Tuas preciosas instruções para nós, palavras de verdade e de vida, palavras que nos ajudarão a encontrar clareza na nossa experiência quotidiana Contigo e com outros, mas, o mais importante, elas nos conduzem ao pé da cruz, à Palavra viva, Jesus Cristo, então, obrigado pela palavra escrita, obrigado pela Palavra viva e obrigado por nos dar um quadro claro de como será nosso futuro, a eternidade Contigo, tudo pela graça e os méritos de Jesus Cristo! E pedimos isso em nome de Jesus, amém!


Ted Wilson é o presidente mundial da Igreja Adventista do Sétimo Dia.

Facebook Comments Box

sobre Portal Adventista Baixo Guandu

"É um grande privilégio de elaboração do site PORTAL ADVENTISTA DE BAIXO GUANDU/ES, no dia 18 de Setembro 2014 para a divulgação aqui na cidade local, regional e em todos os Países. Nosso Objetivo é divulgarmos os programas, materiais entre outros que se realizam na Igreja Adventista do Sétimo Dia, em prol do Evangelho Eterno, assim diz o Senhor: “ Breve Jesus Cristo Voltará” Apocalipse 22:1-21. Portanto não será então em benefício próprio, sim a necessidade desse divulgação nessa cidade que todos se entregam sua vida a Jesus Cristo, nosso Salvador. Att: Thiago Amaral de Oliveira - Baixo Guandu/ES."

Além disso, verifique!

Preste atenção no lado bom da vida

O tempo é implacável e precisamos escolher bem como utilizamos cada minuto. Dedique tempo para …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dez − nove =

×

Sejam Bem-Vindos!

Sejam Bem Vindos ao Nosso Portal Adventista de Baixo Guandu/ES. Estamos a Disposição 24 Horas.

× Fale Conosco 24 horas!