Como orar sem ver o tempo passar?

A oração é uma oportunidade singular de se aproximar de Deus.

Por conta da atual situação do mundo, o número de pessoas buscando a Deus aumentou significativamente. O Jornal O Vale publicou que ”na pandemia, Google registra recorde de busca por palavras como Deus, Fé e Oração.”

Vários outros veículos de comunicação noticiaram o mesmo. Mas será que com toda essa procura as pessoas têm encontrado Deus? A busca por espiritualidade aumentou, mas será que ela se converteu em relacionamento real com Ele?

Uma das principais ferramentas à nossa disposição para desenvolver um relacionamento com Deus é a oração. Ela é a respiração da alma, é nosso meio de comunicação com o Eterno. Através da oração podemos falar e escutá-lo, e aprofundar nossa amizade com Ele.

A Bíblia destaca a importância da oração ao descrever os profetas em constante comunicação com Deus; Jesus orando várias vezes ao dia, e os apóstolos, que decidiram entregar-se continuamente à oração (Atos 6.4). Pra essas pessoas, a oração não era apenas um hábito: era sua vida, e precisa ser a nossa vida também.

Coração aberto

Infelizmente, a falta de tempo e de conhecimento sobre a oração tem impedido muitos cristãos de desfrutarem um relacionamento profundo e real com Deus. Assim como os discípulos, que pediram: “Senhor, ensina-nos a orar” (Lucas 11:1), nós também precisamos desse aprendizado. Aprender sobre oração deve ser uma busca de todo ser humano que anseia viver em intimidade com o Senhor.

A escritora cristã Ellen White diz que “a oração é o abrir do coração a Deus como a um amigo. Não que seja necessário, a fim de tornar conhecido a Deus o que somos; mas sim para nos habilitar a recebê-Lo. A oração não faz Deus baixar a nós, mas eleva-nos a Ele” (Caminho a Cristo, p. 93).

Nós gostamos de conversar com os amigos. Falamos o que estamos sentindo, daquilo que faz e não nos faz bem. Contamos como está nossa vida, perguntamos se podemos ajudar em algo. De igual modo, é assim que Deus quer se relacionar e conversar conosco.

Poder da oração

No ano de 2012, conheci o doutor Joseph Kidder, que atualmente é professor no Seminário Adventista da Universidade Andrews, nos Estados Unidos. Em um sermão que ministrou sobre o poder da oração, ele ensinou que oração é muito mais do que pedir e agradecer: é se relacionar. Ao final, deu conselhos sobre como orar em sete minutos.

Naquela ocasião eu estava em uma busca por um relacionamento profundo com Deus, mas não sabia como desenvolver isso. As dicas do doutor Joseph me ajudaram a ter momentos de oração mais profundos e verdadeiros. Por isso, vou compartilhá-las com você, mas antes destaco que elas não são normativas.

Assim como não precisamos de um roteiro quando vamos conversar com um amigo, a oração também não tem uma receita pronta. O objetivo desse guia é mostrar ideias de elementos que podem ser incluídos em nossas orações para que elas sejam mais profundas e autênticas. São dicas iniciais, que depois se converterão em hábitos de oração naturais.

Sugiro que você dedique um minuto para cada um dos elementos desta oração. Por exemplo, quando for para agradecer, apenas agradeça. Quando for pedir, apenas peça. Existirão situações na oração em que as palavras vão faltar, mas não se preocupe.

Permaneça no momento proposto. Aos poucos você vai se lembrar de mais coisas pra contar pra Deus. Depois de duas ou três orações, você perceberá que os sete minutos serão pouco tempo.

Vamos ao guia de como orar em sete minutos:

  1. Louvor – Louvar sua grandeza, amor e misericórdia.

Louvor não é apenas cantar. É adorar, valorizar, elogiar, reverenciar. Louvor sempre tem Deus como foco. Louvar a Deus nos lembra o quanto Ele é grande e poderoso, e o quanto somos pequenos e necessitamos do apoio e ajuda dEle.

  1. Agradecer a Deus – Pela Família, vida, saúde, bençãos grandes e pequenas.

Enquanto louvar é reconhecer quem Deus é, agradecer é reconhecer o que Ele faz. Agradeça pelo dia, pela vida, pelas bênçãos recebidas, pelas bençãos à sua volta. A gratidão faz com que a admiração e amor por Deus aumentem, e nos ajuda a não nos esquecermos do quanto somos abençoados.

  1. Pedir perdão – Por pecados específicos, negligência à oração, impaciência.

Confissão ocorre quando assumimos um erro cometido. Ela é necessária para conquistarmos o perdão de Deus. Peça a Ele para lhe mostrar falhas e erros que você cometeu ao longo do seu dia. Em seguida, confesse-os. Esse é o primeiro passo para a restauração.

  1. Pedir orientação – Pelas decisões, pelo dia de trabalho, vida financeira.

Deus quer lhe ajudar em suas decisões do dia. Conte pra Ele as coisas boas e ruins que estão acontecendo com você. Compartilhe as decisões que precisa fazer. Isso lhe ajudará a compreender melhor algum detalhe sobre a situação que talvez você não tenha percebido antes.

  1. Interceder – Pelos familiares, amigos, desconhecidos.

Oração intercessora ocorre quando você ora por alguém, pedindo que Deus  abençoe e restaure essa pessoa. Ela potencializa o agir de Deus na vida daquela pessoa e também aumenta em nós o amor e a empatia. Conte a Deus sobre as necessidades dos seus colegas de trabalho, vizinhos e parentes. Peça que Ele lhe mostre como ser a resposta a essa oração, provendo meios para abençoar e cuidar dessas pessoas.

  1. Orar por você – Conversar com Deus sobre seus projetos pessoais, sentimentos e sonhos.

Você pode abrir seu coração a Deus, contando os acontecimentos do dia, as coisas boas e ruins que você viveu. Conte o que você comeu no almoço, o que te deixou feliz, e o que está roubando sua paz. Descreva seus projetos pessoais, sonhos, conquistas, abra seu coração e diga tudo isso pra Deus.

  1. Silêncio – Deus irá falar com você através de sua consciência.

Assim como não faz sentido ir a um médico, contar tudo o que estamos sentindo e depois virar as costas e ir embora, também não faz sentido orar e depois sair sem escutar o que Deus tem para nos dizer. Nesse momento, Deus pode te lembrar de uma passagem bíblica, de alguma mensagem especial, de alguma necessidade do mundo que Ele quer que você resolva.

Além da compreensão humana

Entenda que Deus te criou porque ama sua companhia.

No Antigo Testamento, o Santuário representava que Deus estava presente no meio do seu povo. Jesus é chamado de Emanuel, que significa Deus conosco, e o Espírito Santo foi enviado à Terra para ser Deus junto de nós. O maior desejo do coração de Deus é estar conosco. Por isso, oração não é invocar a presença de Deus: é reconhecê-la.

Use esses elementos para tornar seus momentos com Deus mais significativos, adapte e crie novas maneiras de se comunicar com seu Pai. Ele está ansioso para lhe ouvir, e assim ter um relacionamento intimo com você! Comece agora!

Faça uma oração usando as dicas descritas acima. Garanto que será muito especial. Se você quiser saber mais sobre esse assunto, assista ao vídeo abaixo, em que explico como usar esses elementos pra ter momentos mais significativos de oração com Deus.


Referência

[1] Edição de 24 de maio de 2020

Facebook Comments Box

sobre Portal Adventista Baixo Guandu

"É um grande privilégio de elaboração do site PORTAL ADVENTISTA DE BAIXO GUANDU/ES, no dia 18 de Setembro 2014 para a divulgação aqui na cidade local, regional e em todos os Países. Nosso Objetivo é divulgarmos os programas, materiais entre outros que se realizam na Igreja Adventista do Sétimo Dia, em prol do Evangelho Eterno, assim diz o Senhor: “ Breve Jesus Cristo Voltará” Apocalipse 22:1-21. Portanto não será então em benefício próprio, sim a necessidade desse divulgação nessa cidade que todos se entregam sua vida a Jesus Cristo, nosso Salvador. Att: Thiago Amaral de Oliveira - Baixo Guandu/ES."

Além disso, verifique!

Mitos e Verdades Sobre a Doação de Sangue

Pode ser que alguém esteja deixando de doar porque acredita em um desses mitos. Ajude …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quinze − 9 =

×

Sejam Bem-Vindos!

Sejam Bem Vindos ao Nosso Portal Adventista de Baixo Guandu/ES. Estamos a Disposição 24 Horas.

× Fale Conosco 24 horas!