Crenças fundamentais dos adventistas: A lei de Deus

Saudações, amigos! Depois de uma pausa, estamos aqui novamente para continuar nossa série sobre as crenças fundamentais da Igreja Adventista do Sétimo Dia.

Como nossa primeira crença fundamental indica, acreditamos que “As Escrituras Sagradas, o Antigo e Novo Testamentos, são a Palavra de Deus escrita, dada por inspiração divina… Constituem o padrão do caráter, a prova da experiência, o autorizado revelador de doutrinas e o registro fidedigno dos atos de Deus na História”.

A Bíblia nos diz em Salmos 119:105: “Lâmpada para os meus pés é a tua palavra e, luz para os meus caminhos” e é na Palavra de Deus — a Bíblia — que todas as nossas crenças fundamentais se baseiam.

Hoje veremos a Crença Fundamental nº 19, “A Lei de Deus”. O que é a “Lei de Deus?” É apenas um conjunto de regras arbitrárias feitas por Alguém que deseja nos controlar? Ou poderiam ser regras de vida destinadas a nos trazer alegria e felicidade?

A maioria das pessoas conhece a história de Moisés subindo o Monte Sinai, onde recebeu os Dez Mandamentos escritos pela própria mão de Deus em duas tábuas de pedra. Esses mandamentos eram tão importantes que, antes de escrevê-los, Deus os falou em voz alta a toda a nação de Israel, lembrando-os de que Êxodo 20:2 diz “Eu sou o SENHOR, teu Deus, que te tirei da terra do Egito, da casa da servidão” (Êxodo 20:2).

A Lei de Deus existe desde a eternidade

E, no entanto, a Lei de Deus existia muito antes de ser escrita nas tábuas de pedra. Na verdade, a lei existe desde a eternidade e é uma transcrição do caráter de amor de Deus. Em resumo, os primeiros quatro mandamentos descrevem como mostramos nosso amor a Deus:

1. Não terás outros deuses diante de Mim

2. Não farás para ti quaisquer ídolos

3. Não tomarás o nome do Senhor teu Deus em vão

4. Lembra-te do dia de sábado, para o santificar

E os seis mandamentos a seguir descrevem como mostramos amor aos nossos semelhantes:

5. Honra teu pai e tua mãe

6. Não matarás

7. Não adulterarás

8. Não furtarás

9. Não dirás falso testemunho contra o teu próximo

10. Não cobiçarás

Vejam amigos, aqui temos os dez breves, porém abrangentes, preceitos autorizados de Deus que, ao contrário das leis humanas que apenas regulam o comportamento externo, são muito mais profundos, revelando o que está em nossos corações.

Não existe mistério na lei de Deus

Ellen White escreve: “não existe mistério na lei de Deus. Todos podem compreender as grandes verdades que ela encerra. O intelecto mais débil pode apreender essas regras; o mais ignorante pode reger a vida, e formar o caráter, de acordo com a norma divina” (Mensagens Escolhidas, Volume 1, p. 218).

Nossa Crença Fundamental Adventista do Sétimo Dia nº 19 descreve “A Lei de Deus” assim:

“Os grandes princípios da lei de Deus estão incorporados nos Dez Mandamentos e foram exemplificados na vida de Cristo. Expressam o amor, a vontade e os desígnios de Deus quanto à conduta e às relações humanas, e são obrigatórios a todas as pessoas, em todas as partes. Estes preceitos constituem a base do concerto de Deus com Seu povo e a norma no julgamento divino. Por meio da atuação do Espírito Santo, eles apontam para o pecado e despertam o senso da necessidade de um Salvador. A salvação é inteiramente pela graça, e não pelas obras, mas seu fruto é a obediência aos Mandamentos. Esta obediência desenvolve o caráter cristão e resulta numa sensação de bem-estar. É uma evidência de nosso amor ao Senhor e de nossa solicitude por nossos semelhantes. A obediência por fé demonstra o poder de Cristo para transformar vidas, e fortalece, portanto, o testemunho cristão”.

“Pecado é a transgressão da lei”

Veja, amigos, enquanto 1 João 3:4 define que “o pecado é a transgressão da lei” e Romanos 3:23 nos ensina: “pois todos pecaram e carecem da glória de Deus”, a lei de Deus aponta nossa necessidade de um Salvador – um Salvador, que por meio de Seu sangue nos justifica, e por Seu Espírito nos santifica, dando-nos Seu poder para guardar Seus mandamentos por meio de Sua força.

“Nós amamos porque ele nos amou primeiro”, nós lemos em 1 João 4:19. Jesus nos diz em João 14:15: “Se me amais, guardareis os meus mandamentos”, e o amado apóstolo João nos assegura que “os seus mandamentos não são penosos” (1 João 5:3).

          Amigos, há muito mais para aprender sobre esta importante crença fundamental que não temos tempo para discutir neste pequeno vídeo, então eu os encorajo a visitar o site adv.st/crencas para aprender mais sobre a Lei de Deus e suas implicações para nós hoje.

Para encerrar, vamos considerar por um momento como a lei de Deus é uma inspiração para a alma. O salmista disse: “Quanto amo a tua lei! É a minha meditação, todo o dia!” “Amo os teus mandamentos mais do que o ouro, mais do que o ouro refinado.” Mesmo quando “Sobre mim vieram tribulação e angústia”, ele disse: “todavia, os teus mandamentos são o meu prazer” (Salmos 119: 97, 127, 143).

A Lei de Deus concede bênçãos

Vejam, amigos, Deus deu Sua lei para fornecer bênçãos abundantes às pessoas e levá-las a um relacionamento salvífico com Ele. Vamos agradecê-Lo pela incrível dádiva que Ele oferece por meio de Seu poder justificador e santificador, conforme revelado em Sua eterna lei de amor.

Vamos orar juntos. Pai nosso que estás nos céus, nós vamos o Senhor agradecendo pela lei eterna que existe por toda a eternidade, que foi codificada em tábuas de pedra, e as temos em nossas Bíblias hoje para lembrar como deve ser a vida ao nos comprometermos em Tuas mãos. Obrigado pelo poder justificador de Cristo! Obrigado pelo poder da santidade do Senhor e do Espírito Santo. Pedimos que Tu nos ajudes a lembrar que a Lei de Deus é a transcrição de Teu caráter, e Teu caráter é amor. Obrigado por nos ouvir! Em nome de Cristo, amém!


Ted Wilson é o presidente mundial da Igreja Adventista do Sétimo Dia.

Facebook Comments Box

sobre Portal Adventista Baixo Guandu

Avatar
"É um grande privilégio de elaboração do site PORTAL ADVENTISTA DE BAIXO GUANDU/ES, no dia 18 de Setembro 2014 para a divulgação aqui na cidade local, regional e em todos os Países. Nosso Objetivo é divulgarmos os programas, materiais entre outros que se realizam na Igreja Adventista do Sétimo Dia, em prol do Evangelho Eterno, assim diz o Senhor: “ Breve Jesus Cristo Voltará” Apocalipse 22:1-21. Portanto não será então em benefício próprio, sim a necessidade desse divulgação nessa cidade que todos se entregam sua vida a Jesus Cristo, nosso Salvador. Att: Thiago Amaral de Oliveira - Baixo Guandu/ES."

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

um + 1 =

×

Sejam Bem-Vindos!

Sejam Bem Vindos ao Nosso Portal Adventista de Baixo Guandu/ES. Estamos a Disposição 24 Horas.

× Fale Conosco 24 horas!