Tema 10: A Esperança para a Família

 

Texto: “Procura conhecer o estado das tuas ovelhas e cuida dos teus rebanhos, porque as riquezas não duram para sempre, nem a coroa, de geração em geração.” Provérbios 27:23

  1. INTRODUÇÃO

“A sociedade compõe-se de famílias, e é o que a façam os chefes de família. Do coração ‘procedem as saídas da vida’ (Provérbios 4:23), e o coração da comunidade, da igreja e da nação é o lar. A felicidade da sociedade, o êxito da igreja e a prosperidade da nação depen-dem das influências domésticas” (Fundamentos do Lar Cristão, p. 7).

“A família cristã deve ser uma escola de preparo em que os filhos se graduarão para entrar na escola superior das mansões de Deus” (O Lar Adventista, p.547).

Temos muitas certezas na vida e, entre elas, encontramos as seguintes: minha família é meu maior tesouro, as crises são realidades em todas as casas, e os conflitos fazem parte da vida. Diante dessas afirmações, surge uma pergunta intrigante: Como podemos juntar, embaixo do mesmo teto, família, crises constantes, conflitos desafiantes e, ainda assim, construir nossa tão desejada família saudável de forma que seus membros estejam entre os remidos do Senhor?

 

  1. ARGUMENTAÇÃO

Sabemos que não existe família perfeita, como também não existe a receita perfeita para alcançarmos uma família saudável. Porém, queremos apresentar sete ingredientes que certamente vão colaborar para o fortalecimento dos laços familiares e, consequentemente, contribuirão para um lar mais harmonioso, estável e caminhando para a eternidade.

  1. Resolva os conflitos e crises com paciência, respeito e empatia.

 

Efésios 4: 26-27, 29-32

“Será muito terrível descobrir que no último grande dia que aqueles que com quem nos associávamos familiarmente estão separados de nós para sempre, ver os membros da nossa família, talvez nossos próprios filhos, sem estarem salvos… Então faremos a nós mesmos a

pergunta. Isto aconteceu por causa da minha impaciência, da minha disposição não cristã? Ou foi por que o próprio eu não sob o controle, que a religião de Cristo se tornou desagradá-vel para eles?” (E Recebereis Poder, p. 191).

Na proximidade e convivência com familiares, inevitavelmente, haverá divergências de ideias e opiniões que, na maioria das vezes, culminarão em conflitos. A sabedoria está na forma como a família lidará com elas, pois, esses momentos podem se tornar ferramentas poderosas para trazer mais conhecimento, amadurecimento, aprendizagem e fortalecimento da estrutura familiar. O segredo é sempre ter autocontrole e tratar as pessoas envolvidas com respeito, paciência e empatia.

 

  1. Invista no diálogo.

Provérbios 15:1; Provérbios 25:11

Diz o ditado popular que “de uma boa conversa ninguém escapa”. Existe muita verdade nessa simples afirmação. Por exemplo, diante de um conflito ou distanciamento familiar, se quisermos retornar ao estado de calmaria e proximidade, devemos agir com cautela e sabedoria ao falar. É importante estar atento para ouvir além das palavras, num diálogo sem pressa, verdadeiro, objetivo e recheado de tolerância, amor e boa vontade.

  1. Juntos é mais gostoso.

 

Eclesiastes 4: 9-12

Poucas ações criam um senso de pertencimento, tão necessário ao ser humano, como fazer atividades juntos, das mais prazerosas àquelas que são executadas pelo dever da responsabilidade. Nesse caso, o que fortalece nosso vínculo não é necessariamente o objetivo alcançado, mas o aprendizado e o tempo investido na caminhada. Lembremos de comemorar as vitórias juntos, porque isso fortalecerá a parceria e criará intimidade.

  1. Tudo o que é importante merece nosso tempo de qualidade.

 

Eclesiastes 3:1

Na correria em que vivemos, parece que o tempo voa, e, a todo o momento, temos que decidir a que dedicaremos as poucas horas disponíveis. Aquilo que elegermos como prioritário e relevante receberá nossa atenção, comunicando, assim, o valor que atribuímos a essa pessoa ou atividade. Por isso, ao escolhermos investir esse precioso tempo com a família, gritamos a eles e ao mundo o quanto os amamos

  1. Com bom humor, tudo fica mais leve e prazeroso.

 

Provérbios 15:13

Em meio a tantas lutas da vida, desfrutar de um ambiente mais leve e alegre no seio da família e como ir para um oásis depois de um dia fatigante no deserto. Aprender a rir e a sorrir dos fatos e mazelas da vida, especialmente quando aprendemos a sorrir de nós mesmos, nos deixa mais leves e deixa o fardo das responsabilidades do cotidiano mais suave. Lembremos que o sorriso nos aproxima e nos faz passar por sábios quando nos faltam as palavras.

 

  1. Momentos particulares, a sós, criam intimidade com Deus e com a família.

 

Mateus 6:5-6; Lucas 6:12, 13

Cristo é nosso exemplo em tudo. Ele nos ensina que Sua profunda intimidade com o Pai foi construída em momentos particulares, nos quais, com o Pai, Ele desfrutava de tempo e comunhão. Era nesses encontros íntimos que Sua força para vencer o mal era solidificada.

É uma delícia conversar com nossos familiares de forma física ou virtual, mas quase sempre, nesse momento, falamos de assuntos gerais, costumeiramente sem grande relevância para a vida. Os laços mais profundos, capazes de realmente fortalecer os vínculos familiares, acontecem em conversas reservadas, pois nesses momentos temos mais liberdade para abrir o coração e a alma, e para nos colocar em mais fina sintonia.

  1. Culto em família

Josué 24:14, Mateus 6:33

O culto diário não é, como alguns pensam, uma opção. Não. Ele deve ser uma prioridade. É uma necessidade do ser humano. Só a comunhão diária com o Senhor me proporcionará o conhecimento, a força espiritual de que necessito para enfrentar o drama do grande conflito que permeia o mundo, minha casa e meu coração.

No culto familiar, criamos uma atmosfera especial, pois apresentamos nossa família diante do Senhor. Deve ser o momento mais agradável do dia. É nesse instante que sempre abrimos o coração ao fazermos nossos pedidos e agradecimentos, expressando nossas necessidades, problemas e sonhos. Dessa forma, produzimos um ambiente de confiança e de fortalecimento do vínculo familiar e espiritual.

“Podeis pensar, pais, que não tendes tempo para fazer tudo isto, mas deveis tomar tempo para fazer vossa obra na família, pois do contrário Satanás suprirá o que falta” (O Lar Adventista, p. 324).

O culto familiar deve ser:

 

Planejado com antecedência;

Curto e inspirador;

Interessante;

Adequado à idade;

Participativo.

Mais informações: Revista Reparando Brechas. Ideias para o culto de acordo com a faixa etária.

Site: adventistas.org/família

CONCLUSÃO

Hoje estamos finalizando os 10 dias de Oração. Hoje terminamos apenas o estudo do material da apostila, mas LEMBRE-SE DE QUE ESTE MOVIMENTO DE ORAÇÃO TEM QUE CONTINUAR EM SUA VIDA, SUA CASA E SUA FAMÍLIA.

Se isso já é uma realidade em sua vida, que o Senhor o abençoe e o ajude para continuar. Se essa ainda não é a realidade em sua vida e família, saiba que você está perdendo a maior oportunidade de bênçãos e vitória. Você está lutando sozinho quando poderia lançar mão do maior poder do universo. Tome a sábia decisão de começar hoje e avance até a vitória final.

A comunhão diária com o Senhor, descobrindo Sua vontade e planos para minha vida e minha família, recebendo o batismo do Espírito Santo para avançar e vencer, É A ESPERANÇA PARA MINHA FAMÍLIA.

Uma família saudável, feliz e que quer alcançar a eternidade não é fruto do acaso. Essa tarefa requer, especialmente dos pais, uma tomada de posição em determinar aonde queremos chegar ao final da jornada desta vida. Temos que arregaçar as mangas, colocar os joelhos no chão em constante oração, buscar sabedoria do Céu, suplicar o batismo do Espírito Santo e avançar em amor e labor, confiando que as promessas do Senhor se cumprirão em nossa vida e nossa família.

“A obra dos pais sábios jamais será valorizada pelo mundo, mas, quando se instalar o Juízo e forem abertos os livros, a obra deles aparecerá como Deus a vê e será recompensada diante dos homens e dos anjos. Será visto que uma criança que foi criada de maneira fiel tem sido uma luz no mundo. Custou lágrimas, ansiedade e noites de sono vigiar a formação do caráter dessa criança, mas a obra foi feita com sabedoria, e os pais ouvirão o ‘muito bem’ do Mestre (Mt 25:21)” (O Lar Adventista, p.536).

SUGESTÕES PARA CONCLUSÃO

Apele às famílias que se reúnam e renovem a decisão de se amarem e se apoiarem espiritualmente.

Se houver alguma dificuldade entre alguns membros da família, eles devem conversar com amor cristão e se perdoar mutuamente, para que juntos possam avançar, pois o Senhor em breve virá.

Você pode fazer a oração final com os membros de cada família juntos e abraçados. Não esqueça de incluir na linda família da igreja alguém que porventura esteja só. Inclua-o em alguma família próxima.

Facebook Comments Box

sobre Portal Adventista Baixo Guandu

Avatar
"É um grande privilégio de elaboração do site PORTAL ADVENTISTA DE BAIXO GUANDU/ES, no dia 18 de Setembro 2014 para a divulgação aqui na cidade local, regional e em todos os Países. Nosso Objetivo é divulgarmos os programas, materiais entre outros que se realizam na Igreja Adventista do Sétimo Dia, em prol do Evangelho Eterno, assim diz o Senhor: “ Breve Jesus Cristo Voltará” Apocalipse 22:1-21. Portanto não será então em benefício próprio, sim a necessidade desse divulgação nessa cidade que todos se entregam sua vida a Jesus Cristo, nosso Salvador. Att: Thiago Amaral de Oliveira - Baixo Guandu/ES."

Além disso, verifique!

TEMA #10 – Uma Nova Chance de Ser Feliz – 10 Dias de Oração 2021 | Primeiro Deus

10 dias de Oração e 10 horas de Jejum é um projeto mundial da Igreja …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

14 − treze =